02 fevereiro, 2013

O ballet dos dias

Toda noite amanhece
e faz-se clara
a luz do dia
que por meus olhos
te reconhece.
E faz-se turva
a tarde dúbia
que por meus medos
de ti se esquece.
Mas volta a noite
felina sombra
e faz-nos mudos
da paixão que ensurdece.

Um comentário:

Paixão disse...

E eu amo tanto rimas e as suas são tão lindas...